Para a aplicação de REIKI é necessária uma formação específica, estudo e principalmente a sintonização por um mestre, que ocorre de forma específica (cerimonial).

     Somente depois de passar pela sintonização é que a pessoa pode ser considerada reikiana. Mesmo assim este desenvolvimento é conseguido em etapas conforme mostramos a seguir:

     O nível 1 - (O DESPERTAR - SHODEN) também chamado de físico, porque a  transmissão da energia REIKI é feita por contato físico. Quando  sintonizado neste nível a pessoa é capaz de canalizar a Energia Cósmica Primordial pela simples colocação das mãos sobre pessoas, animais ou plantas. 
     Não é necessário direcionar a mente, concentrar-se, fazer  orações, acrediar ou desejar a recuperação. A energia age por sí só.
     Neste nível o tempo de aplicação para um tratamento completo está entre 60 e 90 minutos

     A chave energètica deste nível é o CHOKU - REI

     Este símbolo recebe vários apelidos ou "traduções", particularmente concordo com o mestre Johnny de Carli "Energia Cósmica Universal, aqui e agora.

    O nível 2 - (A TRANSFORMAÇÃO - OKUDEN) - leva o reikiano a um novo nível de conhecimento e capacidades energéticas, ampliando a sua possibilidade de atuação. Neste nível torna-se possível trabalhar questões psicológicas e emocionais. Também amplia-se a capacidade de emissão energética permitindo atuar à distância, contudo para uma única pessoa por vez.

    A partir desse nível, também, o reikiano pode enviar energias para o passado - atuar sobre um problema que ocorreu antes e deixou influências psicológicas - ou para o futuro - por exemplo preparar-se e a outrem para uma situação que sabe que irá enfrentar, como uma prova, cirurgia ou entrevista.

      Para realizar essas tarefas o reikiano recebe mais dois símbolos chave que permitem que ele faça as combinações energéticas específicas para cada um dos tratamentos que precisa realizar

    Este é o símbolo SEI HE KI, ou símbolo emocional - traduzido como harmonia. 

   Importante na prática de atividades terapêuticas percebamos que somos um todo interligado, durante o nosso período de existência sobre este planeta, corpo, mente e espírito. Daí nossa certeza de que a grande maioria dos nossos problemas físicos tem origem em nossas emoções.

    Este é o símbolo HON SHA ZE SHO NEN, cuja tradução é "nem passado, nem presente, nem futuro". Somente pela tradução já podemos ter uma noção de sua aplicação, sem limitação de tempo e espaço, do grupo de três utilizados no nível 2 do reiki pode ser considerado o mais impressionate pela dissociação que faz de nossa realidade limitada por dimensões físicas e temporais.

     O nível 3A - (A REALIZAÇÃO - SHINPIDEN) - Transforma o reikiano em mestre de si mesmo, aumenta sua capacidade de atendimento energético, permitindo que ele envie energia para grupos de pessoas, inclusive para toda a terra.

     Inicialmente este era o último nível do reiki, contudo ele foi separado em dois pois nem todos os reikianos desejam, ao final de seus treinamentos, tornarem-se professores da técnica. assim caso deseje iniciar outros reikianos, habilitando-se a ser professor de reiki se faz necessário mais um passo, chamado de mestrado. 

     O nível 3A permite grande transformação interior do reikiano, lidando diretamente com as energias espirituais, para isso ele recebe o quarto símbolo, que aumenta o seu poder.

     Este é o DAI KOO MYO, que possui várias traduções, mestre de Carli cita uma que muito me agrada: "Deus (Grande Ser do Universo), brilhe sobre mim e seja meu amigo" indicando a proximidade energética a que pode nos levar.

       Para o terapeuta sério, a busca de seu equilíbrio interior é fundamental para alcançar o melhor resultado no tratamento de outros, o reiki oferece maravilhoso caminho de autoconhecimento e equilíbrio que se reflete em todo local onde o reikiano passa.

     Dando continuidade ao crescimento, nós da Acupuntura Borboleta Azul - Espaço Holístico - nos tornamos mestres em reiki no dia 03/09/2016.

O REIKI hoje , depois de ser reconhecido e apoiado para Organização Mundial da Saúde; publicando em junho de 2007, em Genebra, Suíça, as ¨Orientações Normativas sobre o Tratamento da Dor¨. Entre as modalidades de tratamentos sem o uso de drogas recomendadas estão: Fisioterapia, Fitoterapia, Acupuntura, Reiki, Jugizu e Musicoterapia. O documento aponta para a necessidade de se incluir, no tratamento médico, outras ¨dimensões biológicas, fisiológicas, sociais e espirituais¨. O link com o texto original, em inglês, está abaixo.

http://www.who.int/medicines/areas/quality_safety/delphi_study_pain_guidelines.pdf,

Também foi reconhecido no território nacional, tanto pelo Ministério da Saúde como pelo do Trabalho; adotado como prática intergativa no SUS, juntamente com outras terapias, ganho código de atividade econômica na tabela CNAE (código nacional de atividades econômicas) publicada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), na posição 8690-9/01, logo o terapeuta pode constituir oficialmente empresa para trabalhar com aplicação da técnica.